x
Atualizado em 13.06.2018 às 08:02

Interior - Agreste

CPRH

Mais de 70 pássaros silvestres são apreendidos em Angelim

Publicado em 13.06.2018, às 07h54

Atualizado em 13.06.2018, às 08h02

Bicudo é uma das espécies com risco de extinção encontradas na residência
Foto: divulgação/CPRH


NE10 Interior

A Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) apreendeu na última segunda-feira (11) 76 pássaros, inclusive dois de espécies que correm o risco de extinção (um bicudo e um pintassilgo do Nordeste), além de outra ave com ocorrência no Sul do País, coleirinho do brejo, em uma residência do município de Angelim, no Agreste de Pernambuco.

O proprietário dos pássaros havia sido detido por porte ilegal de armas e munição e mantinha gaiolas em todas as dependências da casa, o que surpreendeu os policiais. Foram emitidos três autos de infração por crimes ambientais, totalizando R$ 94,5 mil em multas. Os policiais civis acionaram a CPRH, que enviou uma equipe da Unidade de Fauna ao município e realizou a apreensão.

Gaiolas estavam em várias dependências da casa

Gaiolas estavam em várias dependências da casa Foto: divulgação/CPRH

As aplicadas sofreram agravantes, já que o suspeito admitiu que mantinha os pássaros para vender, além das duas espécies ameaçadas em extinção. Na tarde dessa terça-feira (12), as aves foram encaminhadas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da CPRH, no bairro da Guabiraba, no Recife, onde passarão por avaliação e reabilitação antes de serem devolvidas à natureza. Entre as aves estão galos de campina (espécie de maior quantidade, com 20), tico-ticos, caboclinhos, canários, sanhaçus e curiós, entre outras espécies.

Veja as Fotos

Continue Lendo

Voltar para o topo