x
Atualizado em 22.05.2019 às 04:02

Notícias - Ciência & vida

Espaço

Nasa estuda destruir asteroide e ‘ensaiar’ missão para salvar a Terra

Publicado em 24.03.2017, às 19h54

Atualizado em 22.05.2019, às 04h02

Nasa e Agência Espacial Europeia estudam atingir asteroide para destruí-lo
Foto: reprodução/ESA


NE10

Temática presente em vários filmes de ficção científica, a destruição de um asteroide no espaço para desviá-lo do caminho da Terra e salvar a humanidade pode virar realidade. Isso porque a Agência Espacial Norte Americana (Nasa), juntamente com a Agência Espacial Europeia (ESA), estuda uma missão de “ensaio” para atacar um asteroide e analisar se é possível desviá-lo de seu curso próximo do planeta.

A missão envolverá o envio de duas naves espaciais para o sistema asteroide de Didymos, descoberto em 1996 e que é composto por duas rochas em órbita. A nave espacial chamada AIM (Asteroid Impact Mission), da Europa, será lançada em 2020 e começará a orbitar Didymos em 2022. O DART (Double Asteroid Redirection Test) da Nasa atingirá a rocha alguns meses mais tarde, de acordo com a observação dos telescópios da AIM. As agências ainda estão no processo de obter financiamento para a missão.

Riscos da missão

O objetivo final é descobrir se a deflexão é a melhor forma de defesa contra uma rocha espacial perdida, pois existe o perigo de que o impacto no asteroide possa fazer com que fragmentos se rompam e potencialmente acelerem a sua trajetória. Os estilhaços também podem representar um risco para a Terra.

Continue Lendo

Voltar para o topo