x
Atualizado em 11.07.2018 às 10:03

Interior - Agreste

Crime

Polícia Civil investiga suposto envenenamento em Caruaru

Publicado em 11.07.2018, às 10h00

Atualizado em 11.07.2018, às 10h03

Mulheres estavam na fila para visitar companheiros no Presídio Juiz Plácido de Souza, em Caruaru
Foto: reprodução/TV Jornal


NE10 Interior

A Polícia Civil está investigando um suposto envenenamento registrado em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. A vítima é Cristina Edileuza, uma mulher que estava na fila da Penitenciária Juiz Plácido de Souza (PJPS) para visitar o companheiro preso.

Outra mulher que também aguardava na fila teria oferecido comidas típicas de milho à vítima. Após ingerir uma canjica, Cristina passou mal e foi levada para o Hospital Regional do Agreste (HRA).

A vítima deu entrevista ao repórter Givanildo Silveira, da Rádio Jornal Caruaru, e confirmou que passou mal após comer a canjica. A suspeita da vítima é de que a motivação tenha sido dinheiro. Ela relata ainda que quando estava no hospital sofreu convulsões e paradas cardíacas, mas passa bem.

Investigação

De acordo com o delegado Márcio Martins, o alimento foi encaminhado para a perícia, que deverá identificar o possível veneno. Segundo ele, tudo indica que trata-se de chumbinho. "Se for comprovado que realmente havia chumbinho no alimento, vai ser enquadrado como tentativa de homicídio", explicou. A motivação ainda não foi identificada.

Continue Lendo

Voltar para o topo